Pages

segunda-feira, 11 de abril de 2016


AMAZÔNIA. NOTÍCIAS- 10-04-16

O IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA: A QUEM INTERESSA? POR QUE A INDIGNAÇÃO SELETIVA?

Desde quando saiu o resultado das eleições do segundo mandato da Presidente Dilma, a direita brasileira se movimentou para, de qualquer forma, mesmo atropelando a Constituição Federal de 1988, retirar o mandato conseguido legalmente por meio de uma eleição vitoriosa, como preconiza a CF/88.

Primeiramente, o candidato Aécio alegou fraude na urna, pedindo recontagem de votos. Observe-se que nunca antes ninguém falou sobre isso. Inclusive o PSDB, com dois mandatos de FHC e mais de cinco em São Paulo.

Como essa tentativa não surtiu efeito, foram feitas mobilizações e a direita foi para a rua, alguns deles, por mais absurdo que possa parecer, pedindo intervenção militar, como ainda continuam pedindo ainda hoje. Não deu certo.

Não satisfeitos, começaram com uma campanha, que se dizia contra a corrupção, mas que na realidade visa única e exclusivamente retirar a Presidente Dilma do Poder. Essa assertiva se baseia no fato de que nada falam contra o Eduardo Cunha que, absurdamente ainda está no Poder, e , pasmem, comandando o processo de impeachment na Câmara dos Deputados. 

Essas mesmas pessoas que se dizem indignadas com o PT, andam de mãos dados com o Cunha, com todas as denúncias que envolvem o Presidente da Câmara dos Deputados. 

Assim, fica evidente que não estão combatendo corrupção, coisa nenhuma. Querem aplicar um golpe, para chegar ao Poder, violando frontalmente a CF/88. Não interesse se, agindo dessa forma, prejudiquem o Brasil, pela instabilidade política, aliada à crise econômica. O que vale é retirar o PT do poder, a qualquer preço. Não se quer combater corrupção.

Nessa campanha sórdida, diariamente nas redes sociais, pregam a violência, e dizem que a esquerda é age dessa forma. Publicam, com frequência, notícias falsas contra membros do PT e dizem que esquerda que age assim. Pedem boicote a intelectuais que defendem a Presidente Dilma, mas dizem que o Chico Buarque é autoritário porque proibiu o uso de suas músicas por determinado artista. Incitam as pessoas a injuriarem e difamarem determinadas pessoas, e dizem que a esquerda é comete crimes, e que propaga a violência. Defendem a Ditadura de 64, e falam da existência de uma ditatura no Brasil. Defendem golpe militar, mortes e torturas da Ditadura de 64, mas ficam indignados quando veem alguém queimando a bandeira brasileira. Repassam notícias sem verificar a procedência, basta que seja contra o PT, numa total irresponsabilidade. Ou seja, são tantas incoerências que eu fico pensado:isso tudo é ódio, má-fé ou ignorância. Ou tudo isso junto.
Menos ódio, mais coerência!

Um comentário:

  1. Eu não ligo muitos aos conceitos 'Direita' e 'Esquerda'.
    .
    Se defender mais poder negocial para o contribuinte/consumidor é ser de 'Esquerda', então eu sou de 'Esquerda'.
    .
    Mais:
    A DEMOCRACIA É UMA FORMA de dotar o contribuinte/consumidor de algum poder negocial...mas, todavia, no entanto... esse poder negocial deverá ser aprofundado (ver Exemplo 1, e Exemplo 2).
    .
    .
    EXEMPLO 1:
    O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
    -» Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
    ---»»» Democracia Semi-Directa «««---
    -» Isto é, votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco... isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
    -» Explicando melhor, em vez de ficar à espera que apareça um político/governo 'resolve tudo e mais alguma coisa'... o contribuinte deve, isso sim, é reivindicar que os políticos apresentem as suas mais variadas ideias de governação caso a caso, situação a situação, (e respectivas consequências)... de forma a que... possa existir o DIREITO AO VETO de quem paga!
    [ver blog « http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/ »]
    .
    .
    EXEMPLO 2:
    CONCORRÊNCIA A SÉRIO!!!
    Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade (sectores estratégicos) - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a concorrência de empresas públicas é que permitirá COMBATER EFICAZMENTE A CARTELIZAÇÃO privada.
    [ver blog « http://concorrenciaaserio.blogspot.pt/ »]
    .
    .
    .
    P.S.
    -» A ocasião faz o ladrão!
    -» O contribuinte PAROLO_ista faz o golpista!
    -» Ao passar um cheque em branco aos políticos... o contribuinte PAROLO_ista está a incentivar o golpista... a aplicar um 'chega-para-lá' no adversário político... porque o golpista sabe que ao fazê-lo fica com a faca e o queijo na mão!
    -» O contribuinte não pode passar um cheque em branco a nenhum político!!!

    ResponderExcluir